Ser idoso não é sinônimo de estar doente, ainda mais quando se cuida bem da saúde. Embora muita gente passe a vida correndo de médico e só procurando o serviço de saúde em momentos de emergência, é preciso compreender que a prevenção de doenças e a promoção de saúde são fundamentais para a garantia de uma vida longa e saudável.

Quer descobrir quais medidas de prevenção e promoção devem ser tomadas para manter a saúde na terceira idade? Aqui vão algumas:

Não fuja do médico

Mesmo na ausência de doença, marcar uma consulta de rotina com o geriatra a cada seis meses ou um ano é sempre uma boa ideia. Nessas consultas, o paciente tem a oportunidade de conversar sobre suas atividades diárias, avaliar sua vida após a aposentadoria e tirar dúvidas sobre as mudanças que o envelhecimento traz ao corpo, por exemplo.

Já o médico poderá recomendar vacinas a serem tomadas e exames a serem feitos para prevenir ou diagnosticar precocemente alguma alteração, rastrear possíveis cânceres e acompanhar o uso de medicamentos.

Tenha uma alimentação saudável

Uma dieta rica em fibras e pobre em gordura faz bem para todas as faixas etárias e a terceira idade não é exceção a essa regra. Apesar das alterações no paladar, o idoso deve ter uma dieta diversificada, rica em frutas, verduras, legumes, grãos, laticínios e carnes magras para garantir a saúde cardiovascular, prevenir o ganho de peso e facilitar o funcionamento do intestino.

Não se esqueça de beber água

É comum que o idoso sinta menos sede, mas isso não significa que seu corpo não precisa mais de água. A verdade é que o envelhecimento aumenta o risco de desidratação e por isso é tão importante ficar atento à ingestão de água, sucos naturais e chás mesmo antes da sede bater.

Pratique exercício físico

A atividade física regular e orientada permite o fortalecimento do coração, dos pulmões, dos ossos e dos músculos, reduzindo o risco de diversas doenças, desde a osteoporose até o infarto. O idoso mais ativo consegue, ainda, se manter independente e preservar a capacidade cognitiva por mais tempo.

O único cuidado deve ser na escolha dos exercícios: é importante que eles não sejam extenuantes e respeitem os limites do indivíduo.

Fique de olho no cartão de vacina

Embora a maior parte das vacinas sejam aplicadas durante a infância, adultos e idosos também devem manter o cartão de vacinação em dia. Além daquelas que requerem reforços regulares, como a antitetânica a cada 10 anos, novas vacinas são incorporadas ao calendário e ficam disponíveis para toda a população, como as que são contra hepatite B e febre amarela.

Há, ainda, vacinas específicas para a população idosa como contra gripe (influenza), herpes zoster e pneumococos — bactérias responsáveis pela pneumonia — que ajudam na proteção contra infecções que podem ser graves nessa idade.

Como é possível perceber, por meio de hábitos simples de serem adotados e algumas medidas preventivas, pode-se garantir a manutenção da saúde na terceira idade e aproveitar todos os benefícios dessa fase da vida!

Gostou das nossas dicas? Compartilhe nosso post com seus amigos nas redes sociais e ajude a divulgar essas informações tão importantes para a saúde dos idosos!

Escrito por lincare