descubra-como-manter-uma-rotina-de-exercicios-na-terceira-idade.jpeg

Engana-se quem pensa que os idosos não podem ir à academia! É de suma importância pensar com mais carinho na saúde, praticando exercícios na terceira idade também. Manter uma rotina de atividade física nesta etapa da vida não é apenas possível, mas também muito recomendado pelos profissionais de saúde.

Pensando nisso, resolvemos com este post discutir algumas questões sobre a prática de exercícios na melhor idade. Quer ficar em forma com saúde? Então acompanhe!

Exercícios são um bem necessário

Um dos grandes segredos para uma boa saúde e para a longevidade é a prática regular de exercícios físicos. Com o passar do tempo, exercitar-se vai se tornando cada vez mais necessário, pois os nossos músculos vão perdendo sua capacidade de sustentação ao longo da vida e a atividade física tem o poder de retardar esse processo.

Com a prática de exercícios, o idoso adquire maior poder de locomoção, pois com os músculos fortalecidos ele não precisa do auxílio de apoiadores. Por isso, o idoso praticante de exercícios é também mais independente.

Além disso, exercitar-se melhora o equilíbrio do corpo (diminuindo a incidência de quedas), fortalece a densidade óssea, auxilia no controle de doenças cardiovasculares e da diabetes e diminui quadros depressivos.

Rotina de exercícios incorporada ao dia a dia

A prática de exercícios físicos deve estar enraizada no cotidiano das pessoas idosas, e isso não é tarefa tão complicada. Com poucos minutos por dia de atividade física já é possível obter resultados significativos para a saúde.

No entanto, a regularidade da prática deve ser mantida para que esses benefícios à saúde sejam realmente percebidos: não adianta ir aos treinos na segunda-feira e faltar o resto da semana.

Além do mais, com a rotina doméstica predominante na terceira idade é comum a incidência da depressão pós-aposentadoria. A prática de exercícios regulares faz com que o idoso movimente sua vida social por meio do contato diário com treinadores e colegas de treino, diminuindo esse risco.

Práticas esportivas e exercícios na terceira idade

Para escolher a modalidade de atividade física ideal para cada idoso é preciso levar em conta suas limitações físicas. Problemas respiratórios ou nas articulações requerem atenção redobrada e acompanhamento médico.

Também é necessário escolher atividades compatíveis com seus gostos pessoais, pois assim a regularidade da prática fica mais fácil de se manter. 

Há uma infinidade de opções de modalidades de atividade física que podem ser incorporadas ao cotidiano das pessoas idosas. Vejamos algumas boas opções para elas se exercitarem:

  • pilates — a prática pode ser bastante benéfica aos idosos, pois melhora o equilíbrio e a postura, além de fortalecer os músculos e aumentar a resistência física;
  • hidroginástica — é indicada para a prevenção da osteoporose e para a melhora do condicionamento cardiovascular, diminuindo o risco de infarto;
  • natação — tem efeitos benéficos, como a melhora da capacidade cardiorrespiratória, além de proteger as articulações. Há também os benefícios à autoestima que o esporte promove;
  • caminhada — diária ou, pelo menos, 3 vezes por semana, eleva os níveis de serotonina, dando ao idoso uma maior sensação de bem-estar. Sem contar os ganhos em condicionamento físico e melhora da função cardiovascular;
  • ciclismo — outra boa opção, pois reduz os níveis de colesterol e alivia os sintomas da hipertensão e do estresse;
  • dança — é uma opção lúdica e artística que traz inúmeros benefícios ao corpo à mente do idoso, melhorando a memória, a coordenação motora, a flexibilidade, entre outros aspectos.

Viu como é importante praticar exercícios na terceira idade? Você já incorporou a prática esportiva à sua rotina diária? Compartilhe suas experiências conosco e com nossos leitores deixando o seu comentário!

Escrito por lincare