Longe das exigências da rotina estressante enfrentada pelos mais jovens, a turma da terceira idade conta com vantagens preciosas, como a liberdade de se dedicar a atividades prazerosas, além de ter mais tempo livre.

Os parentes mais jovens, principalmente os filhos, podem incentivar os pais idosos a procurar atividades que despertem o senso criativo, estimulem a autoestima e melhorem a sua qualidade de vida.

Já ouviu falar sobre arteterapia e os benefícios que essa prática pode trazer para os nossos queridos da terceira idade? Pois saiba que essa atividade proporciona um jeito diferente e divertido de viver a vida.

Vamos saber mais sobre como aliar arte e terapia?

O conceito de arteterapia

Em uma conceituação simples, a arteterapia é um recurso terapêutico que estimula a expressão artística, visando melhorar o bem-estar emocional, físico e mental de uma pessoa.

Pelo processo criativo, é possível revelar o íntimo pessoal, o que nem sempre é fácil de fazer através de palavras.

Pela expressão artística, a pessoa se fortalece para lidar melhor com os problemas e se sente encorajada a extravasar emoções e sentimentos, reduzindo o estresse e aumentando a autoestima.

A condução do processo terapêutico

Idealmente, o processo será conduzido por um arteterapeuta, que é um profissional formado nas duas áreas envolvidas: artes e psicologia.

Assim, reúne conhecimentos sobre desenvolvimento humano, espiritualidade, teorias psicológicas e tradições artísticas e culturais para explorar o potencial curativo da arte.

O arteterapeuta é hábil em captar símbolos não verbais e em interpretar metáforas expressas pelas manifestações artísticas, que mostram emoções silenciadas no íntimo da pessoa.

Isso não significa, porém, que a arteterapia seja indicada apenas como tratamento de distúrbios psicológicos. Qualquer pessoa pode se beneficiar dela, mesmo que seja só para aliviar o estresse do dia a dia ou para buscar o autoconhecimento.

A arteterapia pode ser aplicada em todas as faixas etárias, desde a infância até a maturidade, servindo para a terapia individual, de casais ou de grupos.

Os bons profissionais atuam em diversos ambientes, como consultórios particulares, clínicas, hospitais, centros comunitários, escolas e residências de idosos.

Os tipos de atividades desenvolvidas

Qualquer atividade artística é válida como terapia, e ninguém precisa ter algum talento especial para se beneficiar disso.

Cada pessoa pode escolher a forma de expressão que proporcione mais prazer e conforto, seja música, canto, dança, desenho, pintura, escultura, costura, bordado, crochê, marcenaria ou qualquer trabalho manual que desperte o interesse e o prazer.

A psicóloga Tereza Persegueiro observa que os adolescentes preferem atividades que envolvam música, leitura e teatro, enquanto as crianças são atraídas por ações mais lúdicas, principalmente ligadas ao desenho e a atividades de colorir. Já o pessoal da terceira idade gosta de se dedicar mais a tarefas como costura, bordado e pintura.

Os diversos benefícios da arteterapia

Os efeitos positivos da arteterapia se estendem bem além da expressão das emoções e dos sentimentos não verbalizados.

Os trabalhos de grupo acontecem em ambiente alegre e descontraído, favorecendo a socialização, as novas amizades e o compartilhamento de ideias e experiências.

Há, também, a melhora da capacidade cognitiva e de comunicação, da coordenação física e da habilidade motora, proporcionadas pelo exercício manual.

Como benefício extra, as atividades podem até levar à descoberta de novas fontes de renda para complementar a aposentadoria.

São comuns os casos de pessoas que passam a se dedicar profissionalmente à confecção de artigos para festas, porta-retratos, panos de prato pintados ou bordados, cerâmicas, sabonetes artesanais e uma infinidade de produtos que podem ser vendidos em bazares ou feiras de artesanato.

Em épocas festivas como Natal, carnaval e páscoa, inclusive, é ideal para juntar terapia, diversão e atividade produtiva para gerar renda extra para as festas de fim de ano!

Então, gostou de saber mais sobre a arteterapia e como ela pode ser benéfica para a turma da terceira idade? Queremos saber a sua opinião: deixe um comentário no nosso post!

Escrito por lincare