alimentacao-saudavel-na-terceira-idade-o-que-eu-preciso-saber.jpeg

Ter uma alimentação saudável na terceira idade ajuda a manter os órgãos funcionando bem e previne o declínio tão comumente associado ao envelhecimento. Para obter esse benefício, não é preciso que haja nenhuma mudança radical: basta apenas seguir algumas regras básicas de alimentação saudável para idosos.

Quer descobrir que regras são essas e quais os alimentos mais recomendados nessa fase da vida? Confira aqui no nosso post!

Menos sal e menos açúcar

O sal e o açúcar mascaram o verdadeiro sabor dos alimentos e acabam se tornando a principal fonte de tempero na hora do preparo da comida. Como as papilas gustativas dos idosos vão ficando menos sensíveis, é natural que eles passem a abusar do sal e do açúcar, correndo o risco de piorar a hipertensão e o diabetes, respectivamente.

Para não perder em sabor, basta optar por outros temperos, como o alho e cebola, para alimentos salgados, e a canela e o mel, para alimentos doces.

Refeições menores e mais frequentes

Com o trânsito intestinal mais lento, refeições de grande porte não caem bem no estômago durante a terceira idade, provocando indigestão e azia. Para evitar o problema e a desnutrição, é recomendável que o idoso distribua sua dieta em seis pequenas refeições durante o dia, com lanches antes e depois do almoço e do jantar.  

Alto consumo de cálcio

Como a osteoporose é comum nessa idade e as fraturas podem provocar internações hospitalares longas, aumentar o consumo de folhas verde escuro, leite e derivados é essencial para a proteção dos ossos e das articulações.

É importante também evitar alimentos que prejudicam a absorção do cálcio, como café, chá preto, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

Frutas, verduras e legumes em grande quantidade

Ricos em fibras, esses alimentos ajudam a regular o intestino, melhorando o trânsito do bolo alimentar e prevenindo a constipação. Além disso, esses alimentos mais naturais são ricos em vitaminas e sais minerais, prevenindo deficiências nutricionais e garantindo o bom funcionamento dos sistemas.

Preferência pela versão integral

A versão integral do arroz, da farinha, dos biscoitos e das massas traz o mesmo sabor da versão refinada com mais nutrientes, mais fibras e menos açúcar. Apesar da necessidade de adaptação à textura e à apresentação desses alimentos, a saúde do idoso só tem a ganhar com essa escolha.

Água e sucos naturais ao longo do dia

À medida que o corpo envelhece, a reserva de água do organismo diminui. Considerando também a dessensibilização dos receptores que provocam sede e um menor consumo de água, o idoso fica extremamente vulnerável à desidratação, principalmente nos dias mais quentes.

Assim, a melhor forma de manter o corpo hidratado é tornando o consumo de água e sucos naturais um hábito, independentemente da sensação de sede. Para isso, além do idoso carregar uma garrafinha de água durante passeios e viagens, vale testar novas receitas de sucos naturais ao longo da semana ou beber água de coco e chás, por exemplo — sempre com pouco ou nenhum açúcar.

Já sabe como ter uma alimentação saudável na terceira idade? Confira então 5 atividades físicas  que o idoso pode realizar durante o verão

Escrito por lincare